Não aguento mais homem branco de esquerda dizendo que as lutas feministas, antirracistas, anti-lgbttfobia e outras “jogam a classe fora”

Por Aline Passos

Não aguento mais homem branco de esquerda dizendo que as lutas feministas, antirracistas, anti-lgbttfobia e outras “jogam a classe fora” – por Aline Passos

Compartilhe o conteúdo:

Compartilhe o conteúdo:

Imagem: reprodução da internet

Não aguento mais homem branco de esquerda dizendo que as lutas feministas, antirracistas, anti-lgbttfobia e outras “jogam a classe fora”.

Primeiro, porque é mentira. Essas lutas apenas reequalizam o elemento classe numa realidade colonial.

Segundo, porque parece esperneio de menino mimado que está vendo que vai perder o jogo (e vai mesmo).

Terceiro, porque espalha ignorância e aumenta o preconceito contra movimentos sociais.

Se a gente tivesse jogando a classe fora, meus amores, vocês teriam sido os primeiros atirados ao mar, por motivos de vitimização excessiva disfarçada de análise política (vulgo, mimimimimi). Isso atrapalha a luta de classes, faz a gente perder tempo com a impotência libidinal de vocês.

Dica: vão fazer terapia e deixem a luta de classes com a gente, pois está mais que historicamente demonstrado que vocês fazem menos pela classe do que enchem a boca para dizer que fazem.