ESPECIAL: Tentativa de fuga – Bolsonaro e a estética da morte; Trazendo Ribs e Wilson Gomes

8 de Agosto de 2020, no Brasil: Dia em que a COVID-19 e a irresponsabilidade, arrasam com 100 mil famílias e ceifam 100 mil vidas

Desde empurrar a culpa para Governadores, Prefeitos e o STF, até frases mórbidas como “não vamos carregar um cemitério nas costas”, “não sou coveiro”, “vamos tocar a vida” e outras tantas barbaridades e coisas fúnebres que não cito, pois faltaria tempo e espaço; é isso que vemos do desgoverno Bolsonaro: Propaganda e jogo político sujos numa tentativa de lavar as mãos, limpar a própria barra e esconder a incapacidade e o projeto de submissão/destruição nacional que está por trás da ideologia nefasta.

“Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”

– Bertolt Brecht

Não vamos permitir ! Bolsonaro deve ser historicamente atrelado a estética e narrativa da verdade, sem maquiagem, do número de vidas sob sua responsabilidade – as quais não foi capaz e nem teve a dignidade ou intenção de cuidar.

Além da pandemia, não se deve esquecer de sua inegável relação com a mórbida milícia, das políticas genocidas contra índios, do apoio armamentista, a ditadores, a torturadores – sobram links, procure – e reforço à guerra as drogas aos pobres: Estéticas da sua idelogia, também de morte. Se somarmos essas com as causadas pela pandemia e a irresponsabilidade da gestão, certamente nada restaria além de um número ainda mais absurdo e uma única classificação possível: Genocida.

O post de hoje traz simbolicamente a estética do luto e da morte, em homenagem as 100 mil pessoas mortas e famílias enlutadas por COVID-19, pelo projeto de destruição e pela irresponsabilidade do desgoverno no Brasil, junto com um comentário e uma charge, cirúrgicos, dos nossos divulgados.



Em memória de 100 mil pessoas, por solidariedade às famílias
laço-luto-png-2.png

” 100 mil brasileiros mortos no seu turno de guarda e Bolsonaro está com a consciência tranquila, conforme declarou. Mas é claro. Remorsos são coisa de quem tem consciência moral. Psicopatas e outros amorais não sentem culpa, remorso ou peso na consciência, não importa a monstruosidade que façam. “

– Comentou o professor Titular de Teoria da Comunicação na Universidade Federal da Bahia, Wilson Gomes. Siga seu perfil no Facebook

Matheus ‘Ribs’, Cientista Político, Cartunista, Decolonial e Ambientalista, citou a mais recente frase mórbida de Bolsonaro e desenhou:

– Siga, divulgue e valorize a arte do Ribs: Facebook Instagram Medium

– Wilson Gomes (1963) é professor Titutar de Teoria da Comunicação na Universidade Federal da Bahia, pesquisador e orientador no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas daquela universidade. É graduado, mestre e doutor em Filosofia (Universitas a Scte. Thomae, Roma) e graduado em Teologia (Universitas Gregoriana, Roma). Doutorou-se em 1988 com uma tese sobre a ideia de construção da realidade no Idealismo Alemão, na Fenomenologia e na Hermenêutica. Em 1998, realizou estágio pós-doutoral em Cinema na Universidade de São Paulo. Desde 1989 ensina, pesquisa e orienta na área de Comunicação, nas especialidades de comunicação e política e democracia digital. É autor de Transformações da política na era da comunicação de massa (S. Paulo: Paulus, 2004 e 2008), Jornalismo, fatos e interesses (Florianópolis: Insular, 2009), A Política na timeline (Salvador: Edufba, 2014), A democracia no mundo digital (São Paulo: Edições do SESC, 2018), e co-autor, com Rousiley Maia, de Comunicação & democracia: problemas e perspectivas (S. Paulo: Paulus, 2008). É também coordenador do INCT em Democracia Digital, que envolve a UFBA e mais 19 instituições de ensino superior brasileiras e 23 internacionais; (Texto informado pelo professor, reproduzido da plataforma Lattes)

…Das percepções estéticas

Entre amigos, o primeiro feedback que recebi sobre isso aqui foi: pesado. clima tenso; seguido de uma piada sobre a mórbida fala de Regina Duarte.

Vou então aproveitar para “tirar o cemitério das costas” e sugerir uma série, que aborda o tema com outra percepção, diálogo e estética: “mais leve”; obviamente: The Midnight Gospel


Posts Originais:

100 mil brasileiros mortos no seu turno de guarda e Bolsonaro está com a consciência tranquila, conforme declarou. Mas é…

Publicado por Wilson Gomes em Sexta-feira, 7 de agosto de 2020


https://www.instagram.com/p/CDmAtG0swWj/


“Vamos chegar a 100 mil mortes, mas vamos tocar a vida” – Jair Messias Bolsonaro

Publicado por Ribs em Sexta-feira, 7 de agosto de 2020