AGENDA DE LIVES DA SEMANA NAS CONVERSAÇÕES FILOSÓFICAS: 19 A 23 DE OUTUBRO, 2020

Confiram a agenda da semana!


Segunda, 19/10 – 20:00 horas

Fernando Costa Mattos é Professor de Filosofia Moderna e Contemporânea na Universidade Federal do ABC, onde exerce, desde fevereiro de 2018, a Coordenadação da Editora UFABC (EdUFABC), tendo sido Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Políticas Afirmativas (2016 a 2018). É pesquisador do CEBRAP, onde, desde 2011, integra a Câmara de Pesquisadores e, desde 2007, o Núcleo Direito e Democracia (NDD), e foi bolsista de produtividade do CNPq (2015 a 2018). Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2007), fez também mestrado em Filosofia (2001) e graduação em Direito (1997) nessa mesma universidade. De 2007 a 2010, realizou pesquisa de pós-doutorado no CEBRAP, com bolsa da FAPESP, tendo feito três estágios na Humboldt-Universität zu Berlin. É membro do Grupo de Pesquisas em Filosofia Crítica e Modernidade (FiCeM), sediado na USP, e da comissão editorial dos “Cadernos de Filosofia Alemã”. Publicou os livros “Nietzsche, perspectivismo e democracia: um espírito livre em guerra contra o dogmatismo” (Saraiva, 2013) e “Da teoria à liberdade: a questão da objetividade em Kant” (AM Ed., 2009), bem como diversos artigos sobre Kant, Nietzsche e Heidegger. Além disso, traduziu do alemão para o português a “Crítica da Razão Pura” (Vozes, 2012) e a “Crítica da Faculdade de Julgar” (Vozes, 2016), de Kant , além de outros livros (Habermas, Freud, Jhering) e artigos filosóficos. Na UFABC, leciona disciplinas nas áreas de Filosofia Moderna, Filosofia Contemporânea, Ética e Filosofia Política, e está desenvolvendo atualmente uma pesquisa sobre ética e ontologia em Martin Heidegger.


Terça, 20/10 – 20:00 horas

Gilberto Vieira Garcia é Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, PPGE, 2018), sob orientação da Professora Dra. Libânia Nacif Xavier. Estagio doutoral na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, no Centre des Recherches sur les Arts et le language, sob orientacao do professor Dr. Esteban Buch (CRAL/EHESS, 2017). Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio, 2014), sob a orientação da Professora Dra. Patrícia Coelho da Costa. Professor de Artes-Música IFF-Itaperuna. Professor convidado de HIstória do Ensino de História e Música (PUC-Rio). Professor de Didática da Música e Estágio Supervisionado em Música (UFRJ, Faculdade de Educação, 2016-2017). Colaborador do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, Universidade Nova de Lisboa (CESEM/NOVA FCSH). Pesquisador dos grupos pesquisa sobre os Processos Educacionais e História da Profissão Docente (UFRJ-Faculdade de Educação) e sobre a Música Brasileira – Construção, Permanências e Apropriações (UFRJ-Escola de Música). Membro do Grupo de Pesquisas Práticas de Ensino e Aprendizagem e Música (GEPEAMUS). Membro do grupo de pesquisa História através da Música. Colaborador do projeto de sensibilização musical para bebes RimPimPlin. Músico Profissional.


Quarta, 21/10 – 20:00 horas

Atualmente, Larissa Alves de Lira é professora visitante da Universidade de Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-doutora pelo Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo, doutora École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS, Paris) e pela Universidade de São Paulo, em convênio internacional de dupla titulação, mestre em Geografia Humana pela USP, Bacharel e licenciada em Geografia pela USP, Larissa Alves de Lira desenvolve pesquisas na área de história e epistemologia da geografia, história e epistemologia da geo-história, da geoeconomia, da geopolítica e sobre a inserção do Brasil nos estudos globais. De 2005 a 2007, Larissa Alves de Lira desenvolveu pesquisas interdisciplinares no departamento de História da USP com financiamento da FAPESP e do CNPQ, pesquisa premiada pela USP. De 2005 a 2015 foi pesquisadora do grupo de estudos Fernand Braudel, registrado no CNPQ. Em meados de 2012, concluiu o mestrado em Geografia Humana sobre edificação metodológica da geografia moderna a partir dos estudos do Mediterrâneo. Em 2012, conclui a tese sobre a liderança de Pierre Mombeig na consolidação da geografia “moderna” no Brasil, numa perspectiva de longa duração e global. O pós doutorado incidiu sobre as epistemologias de colonização do Brasil, na ocasião da definição da localização da capital, Brasília. Possui dois livros publicados pela Alameda e pela FAPESP. Em 2010, realizou seu primeiro estágio de pesquisa na França na Universidade Paris 4 (Sorbonne). Entre 2012 e 2017, desenvolveu um doutorado em convênio internacional de dupla titulação entre a USP e a École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), com financiamento da FAPESP no Brasil e no exterior. Possui diversos artigos publicados, nacionais e internacionais, principalmente em periódicos da América Latina, França e na Alemanha. Fez diversas palestras e apresentações de trabalho no Brasil, no exterior, e, principalmente na França, Alemanha e Estados Unidos.


Quinta, 22/10 – 20:00 horas

Alfredo Veiga-Neto possui graduação em História Natural (1967) e em Música (1963) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; mestrado em Genética (1975) e doutorado em Educação (1996) pela mesma Universidade. Professor Titular da Faculdade de Educação da UFRGS. Professor Convidado Permanente do PPG-Educação/UFRGS. Foi Professor Visitante na Universidade de Barcelona. Foi Vice-Presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), por duas vezes. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Currículo e Contemporaneidade (GPCC/UFRGS) e integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclusão (GEPI/UNISINOS/CNPq). Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: currículo, estudos foucaultianos, crítica pós-estruturalista e interdisciplinaridade.


Sexta, 23/10 – 10:00 horas

Luiz Damon Santos Moutinho possui graduação em Filosofia (1989), Mestrado em Filosofia (1993) e Doutorado em Filosofia (1999) pela Universidade de São Paulo. Fez estágio de Doutorado com bolsa-sanduíche Capes na École Normale Supérieure de Fontenay-Saint-Cloud entre 1995 e 1996. Fez estágios pós-doutorais na Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne (2003-2004 e 2011-2012) e na Universidade de São Paulo (1999-2000 e 2012). Foi professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) entre 1998 e 2014. Atualmente é professor Associado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Atua na área de História da Filosofia Contemporânea, com ênfase em Fenomenologia e Ontologia (a Fenomenologia alemã de Husserl e Heidegger, e a Fenomenologia francesa de Sartre e Merleau-Ponty). Dedica-se ainda a temas e autores ligados a posteridade da Fenomenologia: a crítica de Foucault; a Política de Lefort; a fenomenologia da vida de Barbaras.


Sexta, 23/10 – 20:00 horas

Eduarda Calado possui graduação (2008) e mestrado (2011) em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba e doutorado em filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2018), com estágio de doutoramento sanduíche em Stanford University. Foi professora nos níveis técnico e superior do CEFET/MG de Belo Horizonte, nos anos de 2016 e 2017. Atualmente, é bolsista do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET), no Instituto de Investigaciones Filosóficas, IIF-SADAF/CONICET, Argentina, onde é membro do BA-Lingphil. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da linguagem, mente e epistemologia. Também é membro do Grupo de Escrita de Mulheres na Filosofia, GEMF/CNpq.


Conheça e se inscreva no canal:
Conversações Filosóficas